6 de agosto de 2013

Samba da Bênção – A Finalização

“A vida não é brincadeira, amigo.
A vida é arte do encontro”. 
Composição: Baden Powell / Vinícius de Moraes




Fotografia da autora
Caro Fontes, começo a escrever este texto ao som do Samba da Bênção na voz da Bebel Gilberto. Afinal, é melhor ser alegre que ser triste, alegria é a melhor coisa que existe. Eu sei, eu sei que na música é melhor ter um pouco de tristeza para escrever um bom samba, mas aqui, meu amigo, a realidade é outra. Hoje eu estou alegre! E a minha alegria tem a ver com finalização. Eu sei que você não deve estar entendendo nada a princípio, mas depois de um tempo você vai acabar compreendendo o que eu estou tentando dizer. Hoje estou falando de fe-cha-men-to. Sim, as disciplinas do primeiro semestre do mestrado estão sendo finalizadas e eu deitando o corpo por completo na cama macia pra voltar a te escrever.


 Ah, a alegria! Agora eu vou poder escrever mais pra você e contar algumas peripécias do meu dia-a-dia. Desculpe-me caro Fontes, imprevistos acontecem, não vou mais poder escrever para você porque a vida anda às avessas por esses tempos. Acabei de receber um e-mail do João Durval, meu orientador, me intimando a definir meu tema de pesquisa. Fim das disciplinas, imaginei ser o começo da alegria. Ao contrário, é o começo da perturbação. Começo a pensar na possibilidade de compor meu projeto de pesquisa na tristeza, assim como acontece no samba.  Ah, a alegria é passageira!

 Tudo parece muito passageiro por esses tempos. Aliás, o grande lema deste período e depois e depois e depois de outros períodos é a provisoriedade. Ah, a provisoriedade das coisas é mesmo impressionante. Sabe que em uma dessas aulas um professor disse, com embasamento teórico e tudo, que o que estou fazendo agora – a ideia, a concepção, o modelo teórico – é provisório. Imagina minha cara de incredulidade. Olha, quando você vier aqui, caro Fontes, você vai compreender tudo o que estou tentando te dizer. Enfim, é complexo!

 Antes de vislumbrar a finalização aconteceram tantas coisas, Fontes! Espera, espera que agora vejo janelinhas piscando... Não, não estou ficando maluca! É o meu orientador via Skype. Ah, como gostaria que a vida fosse apenas um samba. Quero sambar agora, mas sinto que primeiro preciso fazer minhas atividades. Tenho uma crônica e um artigo da disciplina de Didática para fazer. E você vai me perguntar: E não estava finalizando tudo? Sim, está tudo sendo finalizado, mas ainda tem um monte de atividades pra fazer. Não sei o que vou dizer nesta bendita crônica, mas sei que vai dar samba!

 Começo agora a vislumbrar o samba da bênção e aquele professor no meio da sala de aula, camisa de mangas compridas arregaçadas, olhar atento aos alunos e uma frase: “Um de cada vez, por favor!”. Ele tem mesmo senso de humor. Veja a que ponto cheguei, Fontes. Meu desassossego é grande! Você não imagina a minha situação: é gravíssima! E na cabeça e na boca do professor é tudo “interessantíssimo”.

 Sabe, a coisa anda complicada mesmo. Tão complicada que agora nem filme eu assisto sossegada. Toda vez que vou ao cinema com o intuito de me distrair acontece algum infortúnio! A noite cai, o filme começa, a pipoca me consome, a poltrona me leva para outro lugar e... Até que começo a fazer associações com filósofos, teorias, ideias: Androgogia, Foucault, Latour, Tomada de Decisão, Construção da Linguagem e...

 Ah, caro Fontes, antes eu estivesse louca! Isso é só o começo, mas não posso contar tudo assim por e-mail, perde a graça! No way! Tenho tantas coisas para contar, até mesmo sobre uma história aí de teóricos. Deixa pra depois, o período acabou, mas as atividades continuam.

8 comentários:

  1. Eita, Edilma!!
    Pirante tudo isso! Melhor que sambar é ter um amigo com quem conversar! Aleluia o período acabou, mas tudo continua, até por que o fim está longe (rs*)
    Beijus,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahaha é verdade Luma!! É só o começo da minha loucura! No fim das contas adoro tudo isso! rsrs

      bjs

      Excluir
  2. Olá, Texto muito agradável de ler! Por acaso encontrei o seu lindo blog Srta, e se me permitir, a seguirei, abração

    ResponderExcluir
  3. Olá, ja estou aqui rs não, sou campineiro, mas adoro falar uai rs abração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ok Ives, obrigada pela visita ao blog! Espero que volte... bjs

      Excluir
  4. Edilma, incrível! Eu comecei a ler de trás para frente e me encantei!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada bia!! Espero que goste das outras postagens!! Volte sempre... bjs

      Excluir
    2. Beaaaaaaaaaaaaaaaaaa ;) Que bom que passou por aqui!

      Excluir

Você pode dizer muito ou quase nada; pode apenas fincar as suas unhas e aranhar a minha janela ou derrubar as cortinas, não tem problema: mostre que você está vivo! Obrigada por estar aqui!